entrada

O labirinto é um símbolo antigo que se encontra entre os mais diversos povos e na maioria das civilizações.

Através das suas variadas configurações e funções, ao entrarmos dentro do labirinto, entramos dentro de um mundo fascinante e misterioso...

Esse mundo em que é necessário entrar para saber o que lá se passa, não passa de uma metáfora a simbolizar o regresso ad uterum - caminho que a Humanidade deve trilhar para que cada indivíduo possa encontrar, em si mesmo, o paraíso perdido que é a sociedade moderna...

O labirinto, que é a vida de cada um, para além das formas materiais que possa revestir, possui uma simbologia que nos transporta aos arquétipos de Carl Gustav Jung e àquilo que é comum à Humanidade: o inconsciente colectivo. E é (n)esse inconsciente colectivo, matriz geradora e produtora de mitos, que (se) transporta o símbolo para o plano do real; seja a materialização numa gruta, num pavimento de mosaicos ou numa catedral gótica, num belo jardim ou à entrada de um hospital, o objectivo é sempre o mesmo: chegar ao centro. O que é esse centro, e qual a sua significação, é o que cabe a cada um descobrir à medida que vai percorrendo os meandros do (seu) labirinto...

mitologia | etimologia | simbolismo